Conde na TVT: 53 anos de invasão do Ruth Escobar, com Zé Celso e grande elenco

Ato político-cultural-digital ‘53 anos da invasão do Teatro Galpão (Ruth Escobar)’

“Forçam a barra para levar a nação a um regime de terror e violência” (Plínio Marcos)

A frase, dita pelo ator e autor teatral Plínio Marcos, em 1968, até que cai bem aos dias de hoje. Faz referência à invasão que o Comando de Caça aos Comunistas, o CCC, promoveu ao Teatro Galpão (hoje Ruth Escobar), há 53 anos, quando agrediram atores e pessoas do público que assistiam à peça Roda Viva, escrita por Chico Buarque.

Para lembrar aquele momento do país, a Geração68 – sempre na luta convida artistas e todos os que defendem a democracia e rejeitam a volta da ditadura, da censura e do autoritarismo, a participarem do ato político cultural “53 anos da invasão do Teatro Galpão”, neste 17 de julho, na Rua dos Ingleses, 209, em frente ao Teatro Ruth Escobar, às 17h, e depois na Live do Conde, às 20h, com transmissão simultânea pela TVT de SP.

José Celso Martinez Corrêa é diretor, autor e ator. Destacado encenador desde a década de 1960 e líder do Teatro Oficina. Nos anos 1970, influenciado pelas experiências da contracultura, ganha destaque como importante expoente da comunidade teatral, com montagens de criações coletivas de forte impacto político.

Adriano Diogo é geólogo sanitarista formado pela USP. Iniciou sua militância política em 1963. Participou da resistência à ditadura militar e da luta pela anistia e pelos direitos humanos. Foi deputado estadual por três vezes seguidas pelo Partido dos Trabalhadores, em 2002, 2006 e 2010.

Luiz Eduardo Greenhalgh é advogado, formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Atua em causas humanitárias e tem sua biografia associada à defesa de presos políticos durante a ditadura civil-militar brasileira, envolvendo-se no caso de diversas lideranças sindicais e políticas. Neste período também advogou para importantes jornais alternativos de resistência. Como militante de direitos humanos colaborou com diversas mobilizações da sociedade civil em oposição ao regime, dentre elas a fundação do Comitê Brasileiro pela Anistia (1976), do Comitê Brasileiro de Solidariedade aos Povos da América Latina (1980) e a coordenação do projeto “Brasil Nunca Mais” (1979-85).

Celso Frateschi é um ator, professor, diretor teatral e político brasileiro, tendo atuado no teatro, cinema e televisão e sendo proprietário do Teatro Ágora. É filiado ao Partido dos Trabalhadores, tendo sido secretário de cultura de algumas prefeituras e também presidente da Funarte.

You May Also Like