‘Morte de mulher negra grávida no RJ ocorre por violência policial com respaldo da era Bolsonaro’

Mônica Cunha é Coordenadora da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e fundadora do Movimento Moleque, frente que atua em defesa dos direitos humanos de adolescentes e seus familiares e foi entrevistada no Jornal Brasil Atual desta quinta-feira, pela jornalista Marilu Cabañas. Mônica falou sobre violência da Polícia Militar carioca, que fez mais uma vítima, desta vez uma jovem negra de 24 anos, que estava grávida. Veja.

#RJ
#Bolsonaro
#Mônica

🔔 Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT 📱 Fortaleça a TVT. Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0

You May Also Like