Política & Arte: Deo Lopes, cancioneiro popular

Déo Lopes começou profissionalmente em 1980, no Teatro Lira Paulistana, Fulô da Laranjeira, Teatro Tuquinha, Centro Cultural de São Paulo, Sesc Pompéia em São Paulo. Viajou pelo Brasil, durante estes trinta anos, estados de Minas Gerais, Maranhão, Mato Grosso do Sul, da Bahia, de Goiás, e claro, por onde começou, o estado de São Paulo.

Buscando em suas composições o que sempre acreditou, seus anseios, suas crenças, seu pensamento sobre a ecologia e o meio ambiente, sobre sentimento do amor, no sentido do entendimento, do encontro e do desencontro.

Déo Lopes gravou cinco Lps e três Cds solos além de mais três Cds com o grupo Trem da Viração, participou de vários trabalhos em discos de parceiros e amigos. Produziu concertos e discos de outros artistas, participou da criação de muitos projetos de ação cultural em São Paulo, na Bahia, Minas Gerais, São José dos Campos/Monteiro Lobato.

Déo Lopes mudou-se para o Vale do Paraíba em 1994 e daí para cá não mais parou de criar e desenvolver projetos culturais, não só na área da música, mas também na ação cultural de outras áreas da cultura e da arte.

Em 1998, criou juntamente com outros parceiros, o Trem da Viração, um grupo de musica regional brasileira , que modificou um tanto , o conceito da música regional em nossa atualidade, com 12 anos de existência, o grupo se apresentou aproximadamente para 500 mil pessoas em várias partes do Brasil, gravou três cds e participou de muitos programas de televisão, quando teve a oportunidade de mostrar a música da região do Vale do Paraíba e de outras regiões do Brasil. Participou de vários documentários e influenciou outros grupos a começarem a desenvolver seus trabalhos e iniciarem suas carreiras, é tema pedagógico para várias escolas do ensino básico e fundamental e universidades da região.

Siga Deo Lopes no Facebook:

https://www.facebook.com/deo.lopes.7

You May Also Like